segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Fui reeleito!

Ontem foi um dia e tanto. 
Um dia em que ficou nítida a divisão de minha morada.
Um dia em que luz e sombra se alternaram com força.
Horas a civilidade se escondia, horas aparecia.

Muita tensão interna. Muitas dúvidas. Cenários possíveis. Vontades latentes.

E então...veio o resultado:

Fui reeleito!!

E como de costume, deixo aqui - na íntegra - minhas primeiras palavras após esta conquista:
"Eu vou.
Vou expandir minha consciência cidadã e estar mais atento aos meus atos rotineiros que, mesmo às vezes individuais, podem servir de exemplo e inspiração ao coletivo. 
Eu vou ampliar meu senso de protagonismo como cidadão e evitar que forças adversas tentem me colocar em um lugar de conforto e passividade em relação a minha responsabilidade pública.  
Eu vou, portanto, estar ativo em prol do desenvolvimento do meu município - no mínimo. 
Eu vou olhar com muito mais carinho para os pontos de vista divergentes do meu. Pois é essa atitude proativa e inclusiva que vai criar a energia necessária para consolidar o que realmente precisamos realizar. 
Eu vou buscar conhecimento que agrega ao coletivo. E vou deixar de lado aquilo que não soma.  
Não vou terceirizar a responsabilidade pelo que me indigna.  
Eu vou me colocar mais, expor-me mais; sempre com o intuito de fazer o bem.  
Eu vou, dentro de minhas potencialidades, navegar por novos caminhos rumo ao meu propósito. E para isso, vou pedir ajuda para pessoas e organizações, sempre.  
Não serei apenas mais um. Serei um conector.  
Vou questionar, quando precisar questionar e não medir esforços nem palavras para trazer a transparência à tona.
E, se tudo der certo, incentivar que outras pessoas assumam cada vez mais um lugar de protagonismo em suas vidas. 
Afinal, eu fui reeleito Presidente da Minha História não para cuidar somente de mim, mas para transformar essa história em meio de transformação coletiva. "

Quando disse desenvolvimento local - aqui está minha linda cidade.


Na torcida para que tenha conseguido se reeleger também, um forte abraço,
Bonafé.