sexta-feira, 2 de julho de 2010

Simples navegar

30 de junho de 2010.

São 9:36. Meu ônibus acaba de sair de São Paulo. Destino: Campinas, onde tudo começou. Há poucos minutos, na frente da casa número 327 - localizada na Rua Dona Brígida, Vila Mariana – estavam Pablo, Laissa, Thaís, Rodrigo, Anna e Rebeca para se despedirem de mim. Juntam-se a eles, Camilla, Romildo, Verônica, Giulia, Tiago e Larissa. Nós: formamos o MC Sailors (a diretoria nacional da AIESEC 2009/2010). Eles: proporcionaram-me a experiência mais marcante que poderia ter em 21 anos de existência. Foram exatos 394 dias ao lado deles, morando na mesma casa onde trabalhávamos. Foram exatos 1032 dias vivendo plenamente AIESEC.

Esperei o táxi se afastar da casa para desabar. De emoção. Não queria passar ao vivo minha tristeza ao deixá-los, ao partir sem saber ao certo quando verei cada um, quando verei todos juntos novamente. Tudo isso porque eu amei demais eles e o amor verdadeiro é eterno. Aprender, superar, entender, empreender, cooperar, rir, lutar e realizar. Foi o que fiz. Foi o que fizemos - sempre juntos. Estar ao lado de jovens que adiaram projetos pessoais, adiaram a entrada no mercado, trancaram a faculdade para se dedicarem unicamente a uma causa é simplesmente enriquecedor e apaixonante.

Navegadores corajosos. Vitoriosos.

Na memória ficam os momentos marcantes, de diversão, de conquista, de superação, de construção e de irmandade. Fomos uma família, sempre seremos e sinto orgulho em dizer isso.

Na vida ficam enraizados os ensinamentos que ganhei com o MC Sailors, com as pessoas responsáveis por esse time espetacular - que cravou seu nome na história da AIESEC no Brasil.

E o coração passa a guiar minha vida de uma forma nova e prazerosa. Com eles, aprendi que existir e viver é na verdade “inter-existir e con-viver*”.

------- Os chairs -------

Um simples post, na volta de meu blog é ínfimo perto da gratidão e carinho que sinto por vocês.

Mas fica meu agradecimento através da escrita, que junto com a leitura, tem alimentado minha alma diariamente.

Obrigado MC Sailors.

Por tudo.

Para finalizar, transcrevo aqui um pedido de Pablito, escrito de forma pura e gentil e que passa exatamente o que nós buscamos:

“Pai, ajude-me e ajude meus amigos a encontrar nossos caminhos, e que estes sejam os melhores para nós e para a humanidade. Obrigado”

Beijos e abraços apertados,
Bona.

* Leonardo Boff - O despertar da Águia: o dia-bólico e o sim-bólico na construção da realidade.